Análise Simplificada vai incentivar melhorias nos sítios institucionais

A Coordenadoria de Estratégias de Tecnologia da Informação e Comunicação (COETI), iniciou no último dia 10 de maio uma Análise Simplificada dos Sites Governamentais, tendo em vista a geração de um básico, mas importante feedback, que será encaminhado a todos dos gestores de TI, acerca da situação das páginas institucionais que gerenciam.

Como já é do conhecimento de todos os gestores da área, não foi possível concretizar o serviço do Ranking dos Sites Institucionais nos últimos dois anos. Assim, a análise simplificada – neste momento à parte -, vai auxiliar, de maneira bem sintética, em uma melhoria das páginas eletrônicas da Administração Pública do Estado do Ceará.

“Neste serviço, estamos observando muito a parte do conteúdo em si, a sua plataforma de distribuição, suas atualizações, a clareza e a transparência das informações; entretanto, não deixando de lado vários outros quesitos não menos importantes”, comentou Nina Rosa Guanabara, analista de gestão da COETI, responsável pela análise.

A analista de sistemas da COETI, Caroline Siqueira Guerra, reforça que “a Análise Simplificada dos Sites Governamentais, apesar de não ser uma análise tão minuciosa e técnica quanto a realizada no Ranking dos Sites, é bastante significativa. Ela vai possibilitar um feedback para os órgãos/entidades, incentivando-os a uma constante melhoria das páginas. Assim, a análise simplificada vai gerar bons subsídios para que  os órgãos disponibilizem em seus sites informações mais concretas e assertivas, os tornando mais fáceis de se utilizar, o que vai permitir a satisfação do cidadão nesta valiosa forma de prestação de serviços e comunicação.”

Todas as páginas estão sendo analisadas em dois navegadores: Google Chrome e IExplorer. Nos procedimentos, são observados os seguintes pontos:

– Análise do Estágio de Desenvolvimento:
1) Nível Informativo (estrutura administrativa, notícias, histórico e negócio);
2) Nível Interativo (conteúdo, cadastros, buscas, downloads e ouvidoria), e
3) Nível Transacional (serviços).
– Análise Técnica:
1) Navegabilidade;
2) Usabilidade;
3) Conformidade (padrão), e
4) Acessibilidade.

27/5/2016
Assessoria de Comunicação da Coeti
coeti.comunicacao@seplag.ce.gov.br
3101- 4729

analise simplis face e twitter cópia

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *